Curso de Extensão | Museu Vivo do São Bento

Museu Vivo do São Bento

SOBRE O CURSO:

O curso de extensão Os tempos da Baixada: história do município de Duque de Caxias e da Baixada Fluminense é um curso de formação continuada voltada para professores, pesquisadores, estudantes e o público em geral interessado no processo histórico da Baixada Fluminense. Vale lembrar que o CRPH e o MVSB oferecem cursos de história local desde 2006. A partir de 2018, tendo como ponto de partida o esforço de estabelecer as temporalidades históricas da presença humana no território local, a equipe reestruturou o curso em cinco partes. Cada parte constitui um curso autônomo não havendo a necessidade da conclusão de uma para ingresso nas outras.

A primeira parte (nos tempos das conchas, da jacutinga e da ocupação lusitana: do princípio ao séc. XVIII) atravessa o tempo das conchas e da Jacutinga, o tempo da conquista, das águas e o tempo dourado. Estas temporalidades estão voltadas para o estudo das memórias fósseis, isto é, da presença dos primeiros habitantes e do processo de conquista e consolidação do domínio colonial português nas cercanias da Guanabara;

A segunda parte (no tempo do café, do trem, da pólvora e do pano: séc. XIX) está voltada para o estudo das transformações e deslocamentos econômicos operados pelos homens no território local durante o século XIX: o tempo da Hidra Igoassuana, o tempo do café, da produção de pólvora e de tecidos, da formação das vilas e da transição do rural para o urbano;

A terceira parte (nos tempos ruralista e getulista: 1900-1950destina-se ao tempo ruralista que corresponde cronologicamente a primeira metade do século XX. Esse tempo está marcado pela presença dos projetos idealizados e implementados pelos ruralistas e getulistas;

A quarta parte (nos tempos desenvolvimentista e da ditadura militar: 1951-1980) é dedicada ao estudo do tempo desenvolvimentista e da ditadura, transitando pelo processo de avanço acelerado da industrialização, da substituição das importações, da presença dos movimentos sociais e do golpe civil militar;

A quinta parte (no tempo presente: 1980-presente) é destinada ao estudo do tempo presente (tempo cronológico de 1980 aos dias atuais).

Além das aulas oferecidas pela equipe de pesquisadores do CRPH e do Museu Vivo do São Bento, os participantes experimentam o contato com outros pesquisadores e com as suas produções (dissertações ou teses) referentes a Baixada Fluminense, apresentadas em seminários. A dialógica se faz também com a presença de militantes dos movimentos sociais, culturais e ambientais no último bloco de estudos.

O curso e o material disponibilizado são oferecidos sem custos para o participante. Não há exigência de comprovação de formação para participar do curso, o que garante uma diversidade dos campos disciplinares e até de níveis diferenciados de formação, permitindo-se assim, a inclusão de todos que desejarem mergulhar neste campo de investigação.

 

CARGA HORÁRIA E CERTIFICADO:

Cada parte possui carga horária de 20h, divididas em cinco encontros mensais aos sábados. Há ainda a possibilidade da realização de um trabalho de campo. A certificação do curso de extensão é emitida para todos os estudantes que cumprirem 75% da carga horária.

 

COORDENAÇÃO:

Marlucia Santos de Souza é Mestre em História (UFF), Diretora do Museu Vivo do São Bento, Professora de História da rede estadual de educação do Estado do Rio de Janeiro. Participa como coordenadora da rede de proteção do conselho gestor da APA São Bento, realizando o mapeamento das comunidades que formam a região do Grande São Bento. Coordena o trabalho de Memória e Museologia Social do Museu Vivo do São Bento e do município de Duque de Caxias. Curadora de diferentes exposições voltadas a preservação da memória social de Duque de Caxias e da Baixada Fluminense, entre elas “Xerém, lugar de Memória, Fé e Luta”, que se encontra na sede da igreja Nossa Senhora das Graças, em Xerém. Autora do livro “Escavando o passado da cidade: Poder político local na cidade de Duque de Caxias (1900 – 1964) APPH-CLIO, 2014.

 

PRÓXIMAS TURMAS:

PARTE 01
nos tempos das conchas, da jacutinga e da ocupação lusitana: do princípio ao séc. XVIII
(início em 28 de março de 2020)  inscrições encerradas

PARTE 02
no tempo do café, do trem, da pólvora e do pano: séc. XIX
(início em 22 de agosto de 2020)

PARTE 03
nos tempos ruralista e getulista: 1900-1950
(previsto para o primeiro semestre de 2021)

PARTE 04
nos tempos desenvolvimentista e da ditadura militar: 1951-1980
(previsto para o segundo semestre de 2021)

PARTE 05
no tempo presente: 1980-presente
(início em 14 de março de 2020) inscrições encerradas

Ficha Técnica

  • Coordenação: Marlucia Santos de Souza
  • Local: Museu Vivo do São Bento
  • Horário: sábados mensais, das 9h às 13h
  • Público Alvo: professores, pesquisadores, estudantes e o público em geral interessado no processo histórico da Baixada Fluminense.