Mostra Bonecas Pretas | Museu Vivo do São Bento

Museu Vivo do São Bento

“Onde estavam as bonecas pretas, que não apareciam em nossos sonhos?”

 

Em 2008, o Centro de Referência Patrimonial e Histórico do município de Duque de Caxias e o Museu Vivo do São Bento iniciaram um projeto que reuniu um grupo de mulheres que buscavam, através da troca e do aprendizado de diferentes técnicas artesanais, conseguir uma fonte complementar de renda para suas famílias.

Com o passar do tempo, esse grupo e sua finalidade foram se modificando. Os encontros, que atualmente ocorrem às quintas-feiras, antes muito voltados para a produção artesanal como fonte de renda, passaram a ser, também, espaço de troca e conhecimento sobre si mesmas, sobre o outro, sobre a história da comunidade em que se situam e da sociedade na qual estão inseridas.

Foi em um desses prazerosos encontros, no início de 2019, que a artesã Rosário, a partir de uma conversa sobre a forte presença da cultura negra na Baixada Fluminense, sugeriu que o grupo confeccionasse bonecas pretas. O grupo, aos poucos, foi trocando, compartilhando e se apropriando da proposição. Nasceu assim o desejo… Do desejo nasceu o movimento, a criação e as reflexões acerca dos sentimentos provocados nesta tessitura, entre linhas, agulhas e panos.

“Durante a confecção de cada boneca, atravessamos lembranças da infância, memórias de momentos felizes e tristes de nossas vidas. Essas recordações fizeram com que viessem à tona sentimentos adormecidos em nós, levando-nos a uma reflexão coletiva, libertadora e enriquecedora sobre temas como: preconceito, diversidade, sonhos, realizações, frustrações, beleza, identidade, autoestima…”

Essa mostra é, então, a oportunidade de compartilhamento das reflexões e emoções experimentadas no processo de criação das bonecas pretas. Pensar as razões que levaram meninas pretas a sonhar com as bonecas industrializadas, brancas e de olhos azuis. Sentir os impactos da negação da beleza negra e, consequentemente, do não reconhecimento delas para com a sua própria beleza. Ao confeccionar as bonecas pretas veio à tona o desejo de se ver, de pensar a identidade e oferecer aos visitantes olhares construídos durante o processo. Talvez a mostra possa ser compreendida como registro do reencontro dessas mulheres artesãs com as suas meninas de outrora. Quem sabe, as futuras gerações de meninas possam sonhar também com as bonecas pretas…

 

PROGRAMA MULHERES ARTESÃS

Coordenação: Debora Nunes Cavalcanti
Artesãs: Ana Hermínio da Silva, Dhenifer Karla M. Viana, Edna Ribeiro dos Santos, Filomena Aparecida C. de Farias, Márcia de S. Montes, Maria do Rosário Clemente, Maria do Socorro dos S. Andrade, Maria José dos Santos.

Ficha Técnica

  • Curadoria: Mulheres artesãs
  • Local: Museu Vivo do São Bento
  • Horário de Visitação: seg-sex, das 9h às 17h
  • Duração: de 26 de setembro a 11 de outubro 2019
  • Entrada: Gratuita