Curso de Extensão: Os Tempos da Baixada – nos tempos desenvolvimentista e da ditadura militar (1951-presente) | Museu Vivo do São Bento

Museu Vivo do São Bento

O Curso de Extensão “Os Tempos da Baixada: História do Município de Duque de Caxias e da Baixada Fluminense – nos tempos desenvolvimentista e da ditadura militar (1951-presente)” é gratuito e as aulas acontecerão, aos sábados, entre agosto e novembro, das 9h às 13h, no Museu Vivo do São Bento.

Confira a programação completa.

 

SOBRE O CURSO:

Os tempos da Baixada é um curso de formação continuada voltada para professores, pesquisadores, estudantes e o público em geral interessado no processo histórico da Baixada Fluminense.

O curso de extensão Os Tempos da Baixada: História do Município de Duque de Caxias e da Baixada Fluminense – nos tempos desenvolvimentista e da ditadura militar (1951-presente)” é continuação direta do curso ofertado no primeiro semestre de 2019 e é resultado do esforço do CRPH, do Museu Vivo do São Bento e de seus parceiros de assegurar continuidade dos estudos acerca da história da cidade de Duque de Caxias e da Baixada Fluminense; considerando como importante contribuição para a formação dos professores e dos pesquisadores interessados na história local.

Nessa edição trataremos do tempo desenvolvimentista, do tempo da ditadura militar e da abertura política. Transitaremos a nível cronológico pela segunda metade do século XX. Esse movimento do homem no território esteve marcado pelo avanço do modelo urbano industrial, principalmente pela instalação da Reduc, pela presença de movimentos sociais urbanos e camponês, pelos impactos impostos pelo saque de 1962 e pela implantação da ditadura militar no Brasil. Transitaremos ainda, pelas manifestações culturais na cidade de Duque de Caxias.

Além da qualificada equipe de pesquisadores do Museu Vivo do São Bento, nessa edição também se contará com a presença de pesquisadores de diferentes universidades do Rio de Janeiro. O curso se encerrará com um estudo de campo nos principais sítios históricos do município de Duque de Caxias.

 

COORDENAÇÃO:

Marlucia Santos de Souza é Mestre em História (UFF), Diretora do Museu Vivo do São Bento, Professora de História da rede estadual de educação do Estado do Rio de Janeiro. Participa como coordenadora da rede de proteção do conselho gestor da APA São Bento, realizando o mapeamento das comunidades que formam a região do Grande São Bento. Coordena o trabalho de Memória e Museologia Social do Museu Vivo do São Bento e do município de Duque de Caxias. Curadora de diferentes exposições voltadas a preservação da memória social de Duque de Caxias e da Baixada Fluminense, entre elas “Xerém, lugar de Memória, Fé e Luta”, que se encontra na sede da igreja Nossa Senhora das Graças, em Xerém. Autora do livro “Escavando o passado da cidade: Poder político local na cidade de Duque de Caxias (1900 – 1964) APPH-CLIO, 2014.

 

CARGA HORÁRIA E CERTIFICADO:

O curso tem carga horária de 20h. Para a emissão do certificado é preciso assistir no mínimo 75% das aulas.

 

PROGRAMAÇÃO:

 

24 DE AGOSTO
desenvolvimentismo e resistência na baixada fluminense.
Polo petroquímico e gás químico, poluição industrial, desmonte dos núcleos coloniais. Movimentos sociais na Baixada Fluminense do início do século XX à 1964.

14 DE SETEMBRO (seminário)
trajetórias políticas na baixada fluminense
Dr. Katia Soares (FABEL) Belford Roxo, Me. Marlucia Santos de Souza (MVSB/CRPH) Duque de Caxias, Dr. Juçara Mello (PUC-RJ) Magé e Me. Adriana Serafim (UFRRJ) Nova Iguaçu

19 DE OUTUBRO (seminário)
os impactos da ditadura militar na baixada fluminense
Saque de 1962 e o golpe de 1964. Me. Marcelo Sales (UERJ/FEBF), Dr. Luiz Anselmo Bezerra (UFF), Me. Giselle Siqueira (UERJ), Me. Allofs Batista (SME-DC), Me. Fabrício Teló (CPDA/UFRRJ) e Me. Glenda Gathe Alves (PPGHIS-UFRJ)

9 DE NOVEMBRO
poder político local, movimentos sociais e abertura política
Em tempos de ditadura. A abertura política e os movimentos sociais e culturais a partir de 1979.

30 DE NOVEMBRO
estudo de campo
Reduc, Amapá, Assentamento Terra Prometida e Xerém

 

Mais informações através do telefone (21) 2653-7681 ou do nosso Fale Conosco.